CAIXA CULTURAL FORTALEZA APRESENTA EXPOSIÇÃO INTERATIVA “VIAJANDO COM TAPETES CONTADORES”

Temporada terá exposição e apresentações artísticas gratuitas a partir de 21 de março

A CAIXA Cultural Fortaleza recebe, no período de 21 de março a 21 de abril de 2024, a exposição interativa Viajando com Tapetes Contadores, do grupo Os Tapetes Contadores de Histórias. O coletivo tem 25 anos de carreira e desenvolve um projeto singular de transposição do livro para a artesania têxtil, sendo o primeiro coletivo nacional a promover exposições interativas dentro de galerias de arte. A visitação é gratuita.

A mostra conta com narrativas costuradas e bordadas à mão pelo próprio grupo, em coloridos bonecos, vestimentas, tapetes, caixas, paineis e livros que ganham vida na voz e interpretação dos integrantes do coletivo. São 60 obras criadas no Brasil, França e Peru e servem de cenários para histórias do mundo inteiro. Parte delas poderão ser visitadas e assistidas nas contações de histórias, cuja visitação será mediada e incentiva as crianças na experiência lúdica da leitura e da descoberta. 

Entre os textos interpretados estão contos brasileiros, latino-americanos, africanos e de tradição europeia. Dentre os autores brasileiros que têm seus textos transpostos em cenários e personagens estão Ana Maria Machado, Ricardo Azevedo, Graciliano Ramos e Carlos Drummond de Andrade. De outras nacionalidades, serão apresentados os livros de pano do peruano Manos que Cuentan e os tapetes do projeto francês Raconte-Tapis. Ao lado de cada obra, vai estar exposto o livro correspondente. 

Os Tapetes Contadores de Histórias vão apresentar novos cenários e contos lançados durante a temporada realizada em janeiro deste ano na CAIXA Cultural Brasília, como pranchas para ilustrar um mito diluviano do povo indígena Yekuana, etnia do noroeste de Roraima; um poncho e um pergaminho, para narrar mitos gregos; e um grande bolo de aniversário, para um conto popular norte-americano. 

O programa conta também com contação de histórias e com a oficina Ateliê de Histórias para contadores.

O Grupo Os Tapetes Contadores de Histórias 

O grupo tem têm uma proposta artística diferenciada e são referência internacional na arte de contar histórias e criação de cenários têxteis e como pesquisadores sobre as intersecções entre texto e têxtil. Também é o grupo de narradores que mais representou o Brasil no exterior, atuando em 16 países, onde compartilhou histórias em inglês, francês, espanhol e português. 

Em 2003, realizaram a primeira exposição de seu acervo no ainda chamado Conjunto Cultural da CAIXA, em Brasília e no Rio de Janeiro. Desde então, promoveram 34 exposições interativas nas unidades da CAIXA Cultural de todo país. 

Em 2016, o coletivo ganhou os prêmios de Melhor Espetáculo e Melhor Cenário no Zilka Salaberry e Selo de Espetáculo Recomendado pelo CEPETIN, com a peça SHTIM SHLIM. Em 2018, Os Tapetes Contadores receberam o Prêmio Baobá, a mais importante premiação nacional para os fortalecedores da arte narrativa. Em 2022, o grupo foi pela primeira vez para a Amazônia, realizando exposições interativas de seu acervo em comunidades indígenas e centros culturais.

Serviço:

[Exposição] Viajando com Tapetes Contadores

Local: CAIXA Cultural Fortaleza – Av. Pessoa Anta, 287 – Praia de Iracema 

Visitação: 21 de março a 21 de abril de 2024 
Horário: de terça a sábado, das 10h às 20h, e domingo e feriados, das 10h às 19h

Informações: Site CAIXA Cultural / Instagram @caixaculturalfortaleza / (85) 3453-2770 / (85) 99418-9453 

Bilheteria: entrada gratuita 

Classificação: livre 

Acesso para pessoas com deficiência 

*Durante as sessões de contação de histórias, a galeria fica reservada exclusivamente para os participantes, sendo reaberta ao final de cada apresentação.

Contação de histórias

[Sessões exclusivas para escolas]

Dias e horário: quintas e sextas-feiras, às 15h

Lotação: 45 pessoas

Duração: 45 min

Agendamento prévio pelo site da Caixa Cultural

[Sessões para público espontâneo]

Dias e horário: sábado e domingo, às 15h.

Lotação: 45 pessoas

Duração: 45 minutos

Bilheteria: entrada franca, com senhas distribuídas a partir de 1h antes de cada sessão

Classificação: livre 

[Oficina de formação] – Ateliê de Histórias, com Warley Goulart

Dias: de 9 a 12 de abril, de terça a sexta-feira, das 17h às 20h.

Número de participantes: 25 por oficina, acima de 14 anos

Inscrição online pelo site da Caixa Cultural 

Postagens Relacionadas